HISTÓRIA //

QUEDA DA REPÚBLICA


Com sua mãe, Shmi, Anakin Skywalker vivia em Tatooine como um escravo do negociante de sucata Watto. Quando Qui-Gon Jinn (um cavaleiro Jedi), Jar Jar Binks (um gungan) e Padmé (uma criada de Naboo) chegam à oficina de Watto buscando peças para reparos em sua espaçonave, Anakin faz amizade com eles. Como seus novos amigos não têm como pagar pelas peças necessárias, Anakin elabora um plano para ajudá-los: ele decide participar da clássica corrida de pod de Boonta Eve e dar o prêmio para Qui-Gon. Apesar dos riscos, Qui-Gon concorda, fazendo uma aposta com Watto que inclui também a liberdade de Anakin. Qui-Gon percebe que Anakin é sensitivo à Força e, quando o garoto termina a corrida vitorioso, diz a ele que está livre e pode treinar para se tornar um Jedi. O menino não cabe em si de contente, mas fica com receio de abandonar a mãe. Quando Anakin é trazido diante do Conselho Jedi, seu medo é pressentido por Yoda e, por causa disso, Anakin não é aceito na Ordem. Qui-Gon fica chocado com a decisão, mas, no lugar de um treinamento “oficial”, instrui Anakin a ficar por perto e observá-lo. Mais tarde, Qui-Gon, seu aprendiz Obi-Wan Kenobi, Padmé (cuja identidade é revelada como sendo a rainha Amidala), Jar Jar e Anakin vão para Naboo, na esperança de deter uma invasão da Federação de Comércio. Lá, Anakin vai parar, sem querer, em um caça estelar de Naboo, lutando contra droides de combate e destruindo a nave de controle droide. Qui-Gon morre em batalha com o Lorde Sith Darth Maul e, como último desejo, pede a Obi-Wan que treine o garoto. O Conselho Jedi concorda e Anakin é aceito na Ordem como aprendiz de Obi-Wan. Ele também inicia uma amizade com o Supremo Chanceler Palpatine, que fica muito impressionado com os dons do rapaz na Força.


Dez anos após a Batalha de Naboo, o Conselho Jedi e o Supremo Chanceler designam Obi-Wan Kenobi e Anakin Skywalker como protetores da senadora Padmé Amidala depois que ela sofre uma tentativa de assassinato. Anakin fica profundamente atraído por ela e os dois passam a viver um romance. É um caminho perigoso, pois o Código Jedi proíbe ligações e relacionamentos românticos. Ao mesmo tempo, Anakin começa a ter pesadelos e visões de que sua mãe está sofrendo, à beira da morte. A despeito das ordens de Obi-Wan de ficar em Naboo com Padmé, ele voa para Tatooine para resgatar Shmi, levando Padmé consigo. Chegando ao planeta, ele descobre que Shmi havia sido raptada pelo Povo da Areia. Anakin localiza o acampamento dos raptores e encontra sua mãe, que morre em seus braços. Enfurecido, o Jedi ataca com ferocidade jamais vista, massacrando todos os tuskens que encontra. Ele sepulta Shmi na fazenda do marido e parte para Geonosis para resgatar Obi-Wan, que estava sendo mantido prisioneiro pelos separatistas. Lá, ele e Padmé são capturados e condenados à morte, juntamente com o Mestre do rapaz. Os três conseguem escapar da execução, sendo então resgatados pelos Jedi e pelo novo exército de clones da República, e perseguem o líder dos separatistas, o Conde Dookan. Anakin e Obi-Wan travam um duelo com o antigo Jedi em um hangar, mas não são páreo para ele: Dookan os derrota e decepa o braço de Anakin. Yoda chega em tempo de impedir o golpe final de Dookan, mas o Lorde Sith acaba fugindo. Depois de se recuperar dos ferimentos, incluindo a substituição do braço amputado por um braço mecânico, Anakin se refugia com Padmé em Naboo, onde os dois se casam em segredo.


Com o início das Guerras Clônicas, os Jedi se tornam generais e comandantes na guerra contra os separatistas. Ciente das falhas de Anakin e de sua tendência para formar intensos vínculos emocionais, Yoda incumbe Anakin de treinar uma aprendiz Padawan: Ahsoka Tano. Yoda espera que Anakin aprenda a se desapegar de sua aluna à medida que ela progride, algo que seria essencial para ele. Embora a princípio Anakin se mostre indignado com essa tarefa, um forte laço cresce entre aluna e professor. Eles vivem diversas aventuras juntos e, assim como Ahsoka se torna mais madura, o mesmo acontece com Anakin. Porém, Ahsoka acaba se desiludindo e deixando a Ordem Jedi, um ato lamentado por Anakin.


As Guerras Clônicas continuam e Anakin torna-se um herói, dotado de imenso poder. Retornando a Coruscant após um ousado resgate do Supremo Chanceler, o cavaleiro Jedi descobre que a senadora Padmé Amidala, sua esposa secreta, está grávida. Pouco depois, começa a ter visões de que ela morreria no parto. Anakin fica determinado a impedir que seus sonhos se tornem realidade, como acontecera com sua mãe; ao mesmo tempo, o Conselho Jedi e o Supremo Chanceler Palpatine passam a desconfiar um do outro, com Anakin preso no meio da disputa. À medida que crescem a confusão e a ansiedade de Anakin, Palpatine conta a ele uma lenda Sith que fala da capacidade de evitar a morte de uma pessoa. Arrebatado, Anakin fica desesperado para aprender tal poder. Palpatine revela ser um Lorde Sith, Darth Sidious, e promete treinar Anakin nos caminhos do lado sombrio da Força.


Por fim, Anakin sucumbe a essa tentação, mutilando seu antigo aliado Mace Windu para salvar Sidious. O Mestre do lado sombrio apropria-se do manto de Imperador e Anakin comanda a erradicação da Ordem Jedi pelo Império, sob o nome de Darth Vader, Lorde Sith. Contra a vontade dele, Padmé o segue até o planeta de lava Mustafar, onde ele havia acabado de dar fim às Guerras Clônicas ao destruir os líderes dos separatistas. Ela confronta Anakin sobre tudo o que ele havia feito; porém, o novo Sith alega que todos os seus atos, por mais terríveis que sejam, têm o objetivo de torná-lo forte o suficiente no lado sombrio para que ele possa salvá-la. No entanto, tendo sentido o gosto de tal poder, ele agora tem ambições maiores: destituir o recém-proclamado Imperador e governar a galáxia com sua esposa. Padmé o repele; quando Obi-Wan (que havia embarcado clandestinamente na nave dela) aparece, Anakin supõe que sua esposa o havia traído e tenta estrangulá-la usando a Força. Padmé é deixada inconsciente, e Anakin e seu antigo Mestre travam um duelo feroz. No final, Anakin é desmembrado e deixado com queimaduras terríveis, amaldiçoando seu ex-amigo e convertendo-se em um ser de puro ódio. Recuperado pelo Imperador nas margens de um rio de lava, Anakin é confinado em uma sinistra armadura negra que o mantém vivo, transformando-se verdadeiramente em Darth Vader. Padmé, perdendo a vontade de viver, morre após dar à luz os gêmeos Luke e Leia, enquanto Anakin, inconsolável, torna-se mais máquina do que homem.


GUERRA CIVIL GALÁCTICA


Como Darth Vader, Anakin espalha o terror pela galáxia e atua como o braço direito do Imperador. Mas Anakin Skywalker, o destemido herói, não está morto de verdade. Após uma batalha entre Vader e seu filho Luke Skywalker na presença do Imperador, a compaixão demonstrada pelo jovem Jedi por seu pai desperta o bem há muito adormecido no coração do lorde Sith. Vader salva Luke do Imperador e destrói seu mestre maligno, tornando-se novamente Anakin Skywalker. Porém, ele é vítima de ferimentos mortais causados pelos relâmpagos da Força do Imperador e sabe que seu fim está próximo. Anakin partilha um emocionante momento final com seu filho, a quem pede que lhe remova a máscara para que ele possa ver Luke com seus próprios olhos, e se entrega pacificamente à Força. De volta a Endor, Anakin se reúne com seus velhos amigos Yoda e Obi-Wan, observando enquanto Luke e seus amigos celebram a liberdade que conquistaram para a galáxia.

Itens relacionados //