QUOTES //

HISTÓRIA //

QUEDA DA REPÚBLICA


Nos últimos dias da Velha República, Yoda serve como Grande Mestre do Conselho Jedi, fazendo conferências com lendários Mestres Jedi, como Mace Windu e Ki-Adi-Mundi, sobre questões importantes à República. Após a invasão da Federação de Comércio do planeta Naboo, Qui-Gon Jinn, que havia sido enviado (com seu Padawan, Obi-Wan Kenobi) para resolver a disputa, fala perante o Conselho. Qui-Gon revela que havia sido atacado por um guerreiro negro, e que havia descoberto uma vergência na Força na forma de um jovem escravo Anakin Skywalker. Yoda fica curioso sobre esse fato e concorda que Anakin seja trazido ao Conselho para avaliação. Anakin é testado pelos Mestres Jedi e, apesar de a Força ser incomumente forte nele, Yoda sente muito medo no garoto. “O medo é o caminho para o lado sombrio", ele diz a Anakin. Com isso, o Conselho se recusa a aprovar Anakin para o treinamento Jedi, para o espanto de Qui-Gon. Mais tarde, após a morte de Qui-Gon pelas mãos do misterioso guerreiro negro, e também por causa das ações heroicas de Anakin, Yoda informa Obi-Wan que o Conselho havia voltado atrás em sua decisão e que honraria o último desejo do Jedi morto — Anakin deveria ser treinado, e seria responsabilidade de Obi-Wan a ensiná-lo os caminhos da Força. E apesar de o assassino de Qui-Gon, Darth Maul, ter sido destruído por Obi-Wan, Yoda acredita que um Lorde Sith ainda está solto. “Sempre dois, existem” diz ele. “Um mestre e um aprendiz. Não mais, não menos.” 


Como resultado da Batalha de Naboo, um movimento separatista conduzido pelo ex-Jedi Conde Dookan — antes um Padawan de Yoda — começa a crescer em toda a galáxia. Isso resulta em uma era de intrigas e desconfiança por toda a galáxia, já que a República parecia estar invariavelmente caminhando em direção à guerra. Enquanto instruía jovens na técnica do sabre de luz, Yoda tem um breve encontro com Obi-Wan para discutir o local de Kamino — um planeta que aparentemente foi apagado dos Arquivos Jedi. Este foi um ato que perturbou o Mestre Jedi. Por fim, Obi-Wan localiza o sistema e informa Yoda e o Conselho de que um grande exército de clones havia se formado lá, falsamente em nome da República e sob as ordens do Conselho Jedi. Enquanto as circunstâncias que envolviam a criação do exército eram nebulosas, Yoda lidera os clones em um conflito com os separatistas em Geonosis. Isso seria o início das Guerras Clônicas. No clímax da batalha, Yoda duela com Conde Dookan, que havia se unido ao lado sombrio como aprendiz do misterioso Darth Sidious. 


Durante as Guerras Clônicas, Anakin Skywalker fica mais poderoso e experiente. Mas Yoda sabia das falhas do jovem Jedi que ainda se estendiam desde sua infância: seu medo e sua incapacidade de se desapegar. Com isso em mente, Yoda atribui a Anakin sua própria aprendiz Padawan, Ahsoka Tano. Yoda acreditava que ao se tornar professor, Anakin iria crescer emocionalmente. Ele esperava que quando fosse a hora de Ahsoka seguir seu próprio caminho, Anakin iria entender que ele não precisava ficar preso e se sentir tão protetor em relação àqueles que amava.


Mais tarde durante a guerra, Yoda ouve a voz de um antigo amigo que há muito tempo não via: Qui-Gon Jinn. O Mestre Jedi teme que ele estivesse tendo uma alucinação auditiva, mas todos os exames médicos provam que ele estava bem. Quando novamente foi visitado pela voz desincorporada, ele descobre que ela realmente pertencia a Qui-Gon, que de alguma forma havia se agarrado a sua consciência depois de sua morte. O falecido Jedi envia Yoda a uma jornada de exploração interna e externa, na qual ele enfrenta visões perturbadoras de Dagobah, confronta seu próprio eu do lado sombrio em um planeta impregnado pela Força bem no centro da galáxia e luta com Darth Sidious em um plano espiritual em Moraband. Por fim, Yoda obtém uma nova compreensão de seu verdadeiro eu e da Força, percebe seu orgulho e o erro que a Ordem Jedi cometeu ao se tornarem guerreiros, além de desvendar o segredo da imortalidade da Força.


Quando as Guerras Clônicas se enfurecem, Anakin e Obi-Wan haviam se tornado heróis da República. Mas nem tudo estava bem para Anakin, e ele busca conselhos com Yoda, pedindo orientação sobre como lidar com as premonições da morte de "alguém" — na realidade, a morte de sua esposa secreta, Padmé Amidala. Yoda aconselha Anakin a treinar a si próprio a abandonar tudo que temia perder, o que provou ser uma coisa que o jovem Jedi não seria capaz de fazer. Mais tarde, com Yoda liderando a batalha no planeta Kashyyyk dos wookiees, o Supremo Chanceler se revela como o Lorde Sith que o Jedi estava procurando. O vilão executa a Ordem 66: o extermínio dos Jedi de todos os níveis. Yoda sente uma grande perturbação na Força, já que inúmeros Jedi haviam sido mortos pelos soldados clones, e consegue escapar antes de ele próprio ser destruído. Neste ponto, torna-se claro que Anakin havia se voltado para o lado sombrio, sendo rebatizado como Darth Vader e ordenado a exterminar os Jedi em troca de poder para salvar sua esposa. Yoda confronta o Supremo Chanceler — agora o Imperador — mas não consegue matá-lo, e vai para o exílio nos pântanos do planeta Dagobah. Ele permanece lá por anos, aguardando que o filho secreto e distante de Anakin traga novas esperanças na luta contra os Sith.



GUERRA CIVIL GALÁCTICA


Anos mais tarde, Luke Skywalker — o filho de Anakin — vai a Dagobah em busca de Yoda para o treinamento Jedi. No primeiro encontro, Yoda não revela que é um Mestre Jedi. Em vez disso, ele tenta perceber quem era Luke como pessoa e descobre que o jovem rebelde era impaciente e nervoso — bastante parecido com seu pai. Pela insistência de Obi-Wan, Yoda concorda em instruir Luke, ensinando-o a se acalmar e desenvolver suas habilidades Jedi. Entretanto, o estudante ainda era descuidado. Ele deixa Dagobah — sem completar seu treinamento — para enfrentar Darth Vader. Luke não estava pronto; ele sofre uma derrota agonizante nas mãos do Lorde Sith, que também se revelou como pai do garoto.


Por fim, depois de algum tempo de sua derrota na Cidade das Nuvens, Luke retorna a Dagobah para completar seu treinamento Jedi. Porém, Yoda está muito doente. Estava claro que o antigo líder do Conselho Jedi tinha pouco tempo, e Yoda diz a Luke que apesar de ele não precisar mais de treinamento formal, ele teria que confrontar Vader uma última vez. Só assim ele seria um verdadeiro Jedi. Com sua vida se esvaindo rapidamente, o antigo mestre diz suas últimas palavras e revela a Luke que há outro Skywalker. Com isso, Yoda aceita sua mortalidade e morre, tornando-se um com a Força.

Itens relacionados //