Da Guerra Mundial para Star Wars: a música

A partitura viva de John Williams foi influenciada por Erich Wolfgang Korngold, um lendário compositor cuja vida foi transformada pela Segunda Guerra Mundial.

Com a notícia de que a trilha sonora de Star Wars: O Despertar da Força será lançada em 18 de dezembro, estou mais animado do que nunca para ouvir novas músicas de Star Wars. Uma vez que as inspirações e conexões para a trilha sonora de Star Wars são variadas, um dos mais interessantes é o compositor da era de ouro Erich Wolfgang Korngold, cuja própria história de guerra mudou as partituras do cinema para sempre!
Desde seus primeiros dias, a partitura do compositor John Williams para Star Wars tem impressionado fãs e críticos. Em 1977, o crítico de cinema Charles Champlin escreveu no Los Angeles Times que “John Williams tem uma partitura de dimensão incansável, soando seções de cordas e retumbando baixos e cornetas brilhantes, que, interpretada pela Orquestra Sinfônica de Londres para o sistema de som superlativo, levanta-lhe do seu assento.”
Champlin captura o melhor, falando com a dimensão profunda da partitura orquestral do filme. Na verdade, há mais complexidade na partitura de Star Wars do que eu poderia escrever aqui. Dizer que existe apenas uma fonte de inspiração para a música de Star Wars seria uma injustiça. No entanto, dentro dessa complexa e brilhante partitura, é seguro dizer que o trabalho de compositores de cinema da era de ouro certamente desempenha um grande papel.
John Williams

Em uma entrevista com a Star Wars Insider, em 1998, John Williams fala sobre essas influências. Ele diz: “Estou particularmente fascinado com os émigrés da Europa na década de 1930 — pessoas como Max Steiner e Erich Korngold, mas também Vernon Duke e Kurt Weill, que vieram com [os diretores] Billy Wilder e Ernst Lubitsch para Hollywood. Eles trouxeram esta cultura europeia formidável. Em certo sentido, os meus colegas e eu somos os netos artísticos destes homens. Somos os beneficiários de uma rica tradição que cresceu aqui, nos primeiros dias de som, nas décadas de 1930 e 1940.”
Williams continua: “Sou velho o suficiente para ter me conectado e trabalhado para muitas destas pessoas maravilhosas, que me fazem extremamente feliz por ter experimentado essa vida musical e a trouxe comigo em situações como estas oportunidades incríveis que George Lucas tem me apresentado.”
Como prova dessa influência, não precisa ir muito longe, basta comparar o icônico tema de Star Wars com a trilha sonora do filme Em Cada Coração Um Pecado, de 1942. Ouça com atenção e você vai encontrar algumas notas e melodias familiares por toda parte. Erich Wolfgang Korngold, mencionado anteriormente, compôs a trilha sonora para esse filme. Mas, se não fosse pelos eventos da Segunda Guerra Mundial, poderia nunca haver uma partitura de Korngold para Em Cada Coração um Pecado.
Erich Wolfgang Korngold nasceu em 29 de maio de 1897, em Brno, Áustria, agora parte da moderna República Tcheca. Filho do crítico de música mais importante de Viena, Korngold era um prodígio. Ele compôs seu primeiro trabalho com 11 anos de idade: um ballet-pantomima que apresentou na frente do Imperador Franz Josef. Em 1916, ele foi introduzido no Exército austríaco, onde sobretudo tocava piano até o fim da Primeira Guerra Mundial, em 1918.
Erich Wolfgang Korngold

Korngold trabalhou em ópera, teatro e, finalmente, no cinema, quando se mudou para Los Angeles, em 1934, para trabalhar em Sonho de Uma Noite de Verão (1935). Em 1938, ele inicialmente recusou a oferta para trabalhar no filme de Errol Flynn que ainda seria lançado, As Aventuras de Robin Hood, mantendo a ideia de que ele voltaria para sua Áustria de maneira mais regular.
Em 12 de fevereiro de 1938, um colega compositor de cinema, Leo Forbstein, visitou Korngold em sua casa para persuadi-lo a mudar de ideia — o que ele fez quando outro evento aconteceu naquele mesmo dia. Quis o destino que o chanceler austríaco Kurt Schuschnigg assinasse um acordo com o alemão Adolf Hitler que colocava em movimento eventos que eventualmente levavam a Áustria a ser anexada à Alemanha. Korngold, que era judeu, teve a clarividência de saber o que tal acordo com Hitler poderia significar para o seu país e concordou em ficar em Hollywood para trabalhar em Robin Hood semanalmente.
O filme de aventureiros não só foi um hit, como também a trilha sonora de Korngold para Robin Hood foi brilhante e rendeu-lhe o Oscar em 1938. Ele foi um pioneiro dos compositores de cinema; anterior à vitória de Korngold, o prêmio foi dado ao chefe do departamento de música do estúdio, e não ao próprio compositor. Desse ponto em diante, porém, o prêmio foi dado aos compositores diretamente. Agora, 70 anos depois, John Williams ganhou o prêmio cinco vezes e lidera a fila de todos os compositores com 44 nomeações.
Por causa da Segunda Guerra Mundial, Erich Korngold permaneceu nos Estados Unidos e compôs músicas para filmes que inspiraram a trilha sonora de Star Wars. Agora, graças a Star Wars: O Despertar da Força, estou ansioso para ouvir uma trilha sonora totalmente nova feita pelo grande John Williams e mal posso esperar para ver como trilhas sonoras clássicas de filmes inspiram a próxima geração de temas de Star Wars.
Cole Horton é historiador e co-autor do novo livro, Star Wars: Absolutamente Tudo que Você Precisa Saber, da DK Publishing. Ele também contribui com a Marvel.com e runDisney. Você pode segui-lo no Twitter em @ColeHorton.

 

 

TAGS: , ,