Como os Vídeo Games Mudaram o Sabre de Luz

Grandes jogos através das décadas têm desafiado presunções sobre uma das armas mais famosas do filme.

Enquanto o sabre de luz visto nos filmes de Star Wars é elegante, mortal e possui uma quantidade quase como a de um super-herói de energia (afinal ele para relâmpagos!), os jogos criados na série sempre trataram as armas de forma diferente. Como você pega uma arma tão venerada nos filmes – uma arma que pode aparentemente cortar qualquer coisa – e a dá a um jogador que vai tentar usá-la da forma que ele testemunhou?

Você provavelmente já jogou algum dos seguintes jogos de Star Wars, mas permita-me levá-lo em uma pequena viagem através de vários jogos derivados da franquia, analisando como eles aumentaram o sabre de luz para melhor servir o design de um jogo.

Super Empire Strikes Back

Se há uma coisa que basicamente todos os jogos Star Wars tem em comum, é que o sabre de luz não é tão mortal em jogos. Desde Super Império Contra Ataca no Super Nintendo Entertainment System e até o mais recente Star Wars: The Force Unleashed, parece que quase todo mundo exceto os inimigos mais fracos pode receber um golpe de sabre de luz e continuar em frente. Ao invés da arma que só precisa ser piscada por um segundo na cena da Cantina de Uma Nova Esperança, os jogadores precisam golpear seus inimigos com os sabres repetidamente, batendo neles mais do que desmembrando. Claro, isso faz muito sentido do ponto de vista de design: Onde está o desafio no uso de uma arma que pode destruir qualquer inimigo em um único golpe? Para não mencionar os inimigos com sabres de luz – ficaria muito cansativo e muito rápido lutar contra inimigos que podem matá-lo com um único golpe.

Star Wars: Knights of the Old Republic

Nos filmes, os sabres de luz são usados tanto como ferramentas para a fuga quanto para a luta. A porta Durasteel se trancou sobre você? Corte um buraco no meio. Speeder vindo em sua direção? Use habilmente o seu sabre de luz para cortar a metade da frente fora como uma faca quente na manteiga. Esta fantasia raramente se traduziu de qualquer forma real nos jogos. Por exemplo, muitas vezes em Star Wars: Cavaleiros da Velha República você se encontrou trancado para fora de uma porta porque você não tinha uma chave, ou em Jedi Academy onde o seu sabre de luz “cortava” paredes apenas para deixar pouco mais do que uma marca de queimadura. Você consegue imaginar um jogo onde o seu sabre de luz pode realmente cortar tudo o que ele pode nos filmes? Seria o caos para um designer de jogos! Os níveis são feitos com lugares aos quais você não pode chegar em mente, e veículos inimigos são normalmente apresentados como adversários mais difíceis, não as coisas que você pode facilmente cortar. Pior ainda, imagine um jogo onde a arma que você está tão habilmente empunhando poderia perfurar um casco de nave e sugar você para o espaço apenas porque você não estava prestando atenção onde você estava andando!

Star Wars: The Old Republic

Claro, alguns dos filmes apresentam muitos Jedi em uma única cena, mas em nenhum momento você tem a sensação de comunalidade do sabre de luz como em alguns dos jogos. Considere Star Wars: A Velha República, onde qualquer jogador pode se registrar e jogar como Jedi ou Sith. Correndo pela zona de partida, vi legiões de compatriotas empunhando sabres de luz. Estas não eram as armas místicas que chocaram as pessoas que as viam nos filmes anteriores, mas instrumentos aparentemente comuns que não são mais notáveis do que uma chave inglesa hidráulica. Você não gostaria de roubar às pessoas a chance de jogar como sua classe favorita da Força em um jogo, mas você pode imaginar um mundo de jogo onde o sabre de luz é tão raro que assusta as pessoas apenas com o som de sua ignição?

De que outras formas você já reparou que os jogos alteraram o sabre de luz? Qual é o mais próximo que você sente que os jogos já chegaram a passar a experiência “certa”? Diga para nós nos comentários.

Anthony Gallegos é um escritor freelance que ama Star Wars e games. Ele escreveu para publicações como IGN, GameSpy, 1UP, EGM e Games for Windows: A Revista Oficial. Você pode segui-lo no Twitter em @chufmoney.

TAGS: , , ,